Ana Paula Padrão se despede do "Jornal da Record" para se dedicar à "causa da mulher"

Mauricio Stycer

Mauricio Stycer

Crítico do UOL Leia todos os artigos

A jornalista Ana Paula Padrão apresentou pela última vez o "Jornal da Record" na noite desta quarta-feira (20). Disse que está deixando o telejornal para se dedicar a "uma causa" e agradeceu à emissora, aos funcionários e aos espectadores.

  • 6808
  • true
  • http://televisao.uol.com.br/enquetes/2013/03/20/o-que-achou-da-saida-de-ana-paula-padrao-da-record.js

"Estou deixando essa cadeira depois de cumprir meus quatro anos de contrato para me dedicar à causa que me apaixona hoje, que é a causa da mulher."

De camisa branca, Ana Paula apresentou o telejornal como se fosse uma noite comum, não o seu último dia de trabalho. Só nos últimos segundos dirigiu-se ao espectador para informar, rapidamente, a respeito da sua saída. A despedida durou menos de um minuto.

Ao final dos agradecimentos, a jornalista disse palavras elogiosas a Celso Freitas, seu companheiro de bancada, que retribuiu. "Fica a admiração", disse ele, dando a mão à Ana Paula.

A saída de Ana Paula, antecipando o final do seu contrato, foi anunciada no meio da tarde desta quarta-feira. A decisão teria sido tomada a pedido da âncora. Em entrevista ao UOL, ela disse: "Não podia ficar mais quatro anos na Record". O motivo, explicou, foi a falta de tempo para administrar as duas empresas que mantém, a Touareg, uma agência de comunicação e publicidade, e a Tempo de Mulher, um misto de portal, serviços, eventos e pesquisas.

O curioso é que, há oito meses, na véspera de embarcar para a cobertura dos Jogos Olímpicos de Londres, Ana Paula Padrão dizia estar vivendo o seu melhor momento profissional. "Eu sou uma pessoa mais feliz hoje do que jamais fui", disse na ocasião, também em entrevista ao UOL.

Ao elogiar a Record, a jornalista observou que não havia qualquer restrição aos trabalhos paralelos que mantinha. Ao contrário, disse que a emissora "abraçava" seus projetos. Na ocasião, o jornalista Ricardo Feltrin perguntou se ela estava mais feliz na Record do que em seus trabalhos anteriores. Veja a reposta na integra:
 

  • Edu Moraes/Divulgação/Record

    Adriana Araújo, 37, que assume o lugar de Ana Paula Padrão na bancada do Jornal da Record

"Eu não posso dizer que fui infeliz na Globo ou que fui infeliz no SBT. O que eu acho é que estou mais feliz na minha vida hoje. Estou mais tranquila comigo, gosto mais da minha vida. Não voltaria pra Globo. A gente anda pra frente. Estou muito confortável hoje, estou muito feliz fazendo o que eu faço. Tenho atividades externas que me deixam muito feliz também, que são a produtora e o projeto Tempo de Mulher, que a Record abraça quase sempre. Eu tenho uma relação muito boa com a casa. Estou muito feliz com a minha vida hoje. Eu sou uma pessoa mais feliz hoje do que jamais fui. Mais do que eu era antes. Mas não porque eu era infeliz. Tá bom. No finalzinho da Globo, trabalhando muito à noite, que é um horário que eu não gosto de trabalhar, e tendo pouca vida pessoal, eu fui um pouco infeliz.." A entrevista pode ser vista aqui.

Substituta
Há 7 anos na emissora, Adriana Araújo assume a bancada do jornalístico, ao lado de Celso Freitas, no próximo dia 26 de março, dia do lançamento da nova programação 2013 da rede. A jornalista chegou à Record em 2006 para apresentar o "Jornal da Record". Em 2009, com a contratação de Ana Paula Padrão, passou a ser correspondente em Nova York pela emissora. Um ano depois voltou ao Brasil e começou a fazer reportagens especiais para o "Domingo Espetacular", onde estava até hoje.

Adriana também foi repórter da Globo por 11 anos, e fez matérias para o Jornal Nacional, Jornal Hoje, Fantástico, Globo Repórter e Bom Dia Brasil.

Mauricio Stycer

É jornalista desde 1986. Repórter e crítico do UOL, autor de um blog que trata da alta à baixa cultura, do esporte à vida nas grandes cidades, sempre que possível com humor. Conheça seu Blog no UOL

titulo-box Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos