"The Voice" estreia com boa audiência, mas pouco impacto

Mauricio Stycer

Mauricio Stycer

Crítico do UOL

Qual é a graça de um show de talentos no qual todos os jurados são bonzinhos, todos os calouros sabem cantar e o público não parece se emocionar com nada? Eis o desafio não solucionado pelo “The Voice Brasil” em sua estreia neste domingo na Globo.

Nos primeiros programas, quatro músicos famosos, Carlinhos Brown, Cláudia Leitte, Daniel e Lulu Santos, terão a função de escolher, cada um, 12 cantores entre 105 pré-selecionados.

A grande novidade do programa, já em sua terceira temporada nos Estados Unidos, é que os jurados ficam de costas e avaliam os candidatos com base apenas na audição. Quando mais de um dos jurados escolhe um candidato, cabe ao eleito dizer com quem quer ficar.

Na estreia, todos foram gentis com os candidatos recusados e exagerados nos elogios aos selecionados. Nenhum jurado brigou com o outro no esforço de convencer algum calouro a escolhê-lo. O público presente no estúdio pareceu não se importar muito com nada, nem com as escolhas nem com as recusas. Ninguém se excedeu, nenhuma gafe foi cometida, tudo saiu certinho – e sem graça.

Um raro constrangimento ocorreu no final do primeiro episódio, quando um índio foi ignorado pelos quatro jurados depois de cantar uma música sertaneja. Ao se darem conta de que o candidato era de uma minoria raramente presente na TV, todos fizerem mil mesuras e o aplaudiram de pé, como que culpados pela recusa.

Vários calouros cantaram em inglês, o que pode ter incomodado parte do público, mas é perfeitamente justificável num programa chamado “The Voice”. Elogios ao programa publicados no Twitter foram exibidos na tela, durante a exibição do programa.

“The Voice Brasil” é apresentado por Tiago Leifert, deslocado do “Globo Esporte” para a tarefa. Quase sem função neste programa inicial, ele abraçou os pais de vários candidatos, deu muitos parabéns e explicou a mecânica da atração ao público.

Num flagrante que diz muito da sua utilidade, Leifert foi visto de braços cruzados assistindo a performance de um candidato.

A estreia do “The Voice” alcançou excelente audiência. O programa marcou 15,5 pontos de média, praticamente o mesmo do que a soma dos seus três principais concorrentes (Record, 6,5 pontos; SBT, 6; e Band, 3,5 pontos).

Mauricio Stycer

É jornalista desde 1986. Repórter e crítico do UOL, autor de um blog que trata da alta à baixa cultura, do esporte à vida nas grandes cidades, sempre que possível com humor. Conheça seu Blog no UOL



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos