"Talvez prefiram os rostinhos bonitos", diz Alisson após eliminação

Ana Cora Lima
Do UOL, no Rio

Segundo eliminado do "BBB14", Alisson Gomes saiu da casa muito mais tranquilo do que pareceu nas últimas horas antes da eliminação. Indicado pelo então líder Valter, o brother chorou durante a festa de sábado (18) e passou o domingo pensativo.

  • 20052
  • true
  • http://televisao.uol.com.br/bbb/bbb14/enquetes/2014/01/19/com-a-saida-de-alisson-quem-deve-vencer-o-bbb14.js
Em entrevista a um grupo de jornalistas, o professor de sociologia afirmou que "não é bacana" ser um dos primeiros eliminados, mas que "faz parte" do programa e que sabia disso desde o início. Apesar de conformado, o brother acredita que teria ficado mais tempo na casa se o programa não estivesse "acelerado" na primeira semana - no que foi chamado de "BBB Turbo", o reality vai eliminar três participantes até terça-feira.
 
"Fiquei pouco tempo na casa e não me mostrei, não deu para as pessoas saberam quem eu sou. Por isso, não sei por que o povo me escolheu para sair. Talvez prefiram aqueles que têm os rostinhos bonitos", afirmou, completando que saiu da casa sem saber o nome de vários colegas.
 
"Vinte pessoas é bem complicado, muitas pessoas. Não da para conhecer todo mundo. Eu mesmo não sei o nome de todos. O fortão... O ... Como é o nome dele? O Roni! Eu não conversei, também não tinha assunto. Academia, malhação, não dá".
 
Ele afirmou que a pressão psicológica por estar sendo "vigiado" na casa é muito grande, mas que não sentiu nenhum tipo de rejeição. De fora do programa, ele diz que vai torcer agora pela gaúcha Aline e que as máscaras de Vagner e Junior "vão cair" ao longo do programa. "São políticos, posam uma espontaneidade que soa estranho, over".
 
Formado em Ciências Sociais e mestrando, o brother pretende tocar seu projeto de mestrado, mas sabe que a partir de agora "tudo vai ser diferente" como um ex-BBB.
 
"Adoraria ser um ex-BBB, ser chamado para eventos, encontros, festas. Mas acho que fiquei tão pouco tempo que não vou ser lembrado. Espero que não, espero ser um ex-BBB", disse.
 
Depois da coletiva, no chat do site oficial do programa, Alisson comentou a comparação que tem sido feita entre ele e o deputado Jean Wyllys, vencedor do "BBB5". "Eu acho o Jean um cara inteligentíssimo, um cara incrível, um cara que contribui de fato para a sociedade que a gente vive. Se você está aqui, você tem que contribuir de alguma forma. Você tem que acrescentar de alguma forma na vida das pessoas. Fico feliz", ele conta.
 
Eliminação
Alisson, de 27 anos, foi o segundo eliminado do "BBB14", com 40% dos votos, na noite deste domingo (19). Ele foi indicado ao paredão pelo líder Valter e disputou a preferência do público com a estudante de engenharia Amanda e a corretora de imóveis Princy.
 
O professor de sociologia, que não fazia parte da turma dos sarados do "Big Brother Brasil", estava mais para o estilo de Jean Wyllys, Elenita e Ivan, que se destacaram no reality por motivos que vão além de seus atributos físicos. Mas a falta de entrosamento com o grupo e a indicação do líder foram decisivos para levar o mineiro de Contagem (MG) para o paredão.
 
Indicado pelo líder Valter, que não justificou seu voto, Alisson ainda foi alvo de uma brincadeira de Pedro Bial. "Pô, eu acabei de ser apresentado ao Alisson. Não deu sorte, hein?". "Infelizmente, mas faz parte do jogo", disse o indicado. No domingo, antes da eliminação, Bial cobrou de Valter a motivação: "Mandei ele para o paredão porque fui para o paredão e disse que não ia fazer voto de troca. Escolhi [Alisson] porque ele foi muito inflexível [sobre a organização da casa]", explicou o rapper.
 
Depois de sair da casa, o mineiro declarou que a convivência com pessoas tão diferentes foi  a melhor experiência dos seis dias em que esteve no confinamento.
 

Últimas de BBB14

titulo-box Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos