"Pé na Cova" aposta em família excêntrica que vive da morte

Do UOL, no Rio

  • Divulgação/TV Globo

    22.jan.2013 - Em "Pé na Cova", Miguel Falabella é Gedivan Pereira, vulgo Ruço, o patriarca da família que luta para sobreviver, ironicamente, através da morte. Herdou do pai a F.U.I. - Funerária Unidos do Irajá

    22.jan.2013 - Em "Pé na Cova", Miguel Falabella é Gedivan Pereira, vulgo Ruço, o patriarca da família que luta para sobreviver, ironicamente, através da morte. Herdou do pai a F.U.I. - Funerária Unidos do Irajá

Depois de retratar o universo de uma família em um condomínio de classe média carioca em "Toma Lá, Dá Cá", e o clima da redação de uma revista de celebridades em "A Vida Alheia", Miguel Falabella mirou seu olhar para o peculiar modo de vida de um grupo de moradores do Irajá, subúrbio do Rio. Em seu novo seriado, "Pé na Cova", que estreia nesta quinta-feira (24), os personagens transitam por uma funerária chamada de "F.U.I - Funerária Unidos do Irajá".

"As famílias que eu crio têm sempre alguma coisa irreverente, uma característica fora do comum, mas que existe", explicou Falabella que na trama interpreta Ruço, um homem de meia idade casado com Abigail (Lorena Comparato), trinta anos mais nova. Com eles ainda moram Darlene (Marília Pêra), ex-mulher de Ruço e maquiadora dos defuntos, e os dois filhos do casal: a stripper Odete Roitman (Luma Costa) e o picareta Alessanderson (Daniel Torres).

"É um grupo de pessoas excêntricas ao limite, que beiram o absurdo e sobrevivem da morte. Todos juntos são a grande tônica do seriado. O povo sabe que eu gosto do avesso. A minha estética é essa. O seriado é cruel, ácido, crítico e apocalíptico", acrescentou Miguel.

A vizinhança ainda é formada pelos irmãos Tamanco, estreia de Mart'nália na televisão, e Marcão (Maurício Xavier). Tamanco namora Odete e causa a ira de Ruço já Marcão, à noite, se traveste de Markassa. Em entrevista ao UOL, Miguel chegou a dizer que é corajoso apostar nesses personagens e descartou a possibilidade de um beijo gay entre Luma e Mart'nália.

Um segurança louco, uma empregada miserável e irmãs gêmeas de raças diferentes compões o mosaico familiar que teve inspiração na famosa "Família Addams". "Eles não têm dinheiro, não têm instrução, são completamente loucos", adiantou Falabella.

A diretora-geral Cininha de Paula, classificou "Pé na Cova" como uma comédia realista. "Acho que esse é o grande diferencial. A morte circunda, porém não protagoniza o seriado. O personagem do Miguel é espectador de seu próprio universo familiar, onde tenta ser um patriarca, mas não consegue, pois depende do dinheiro da filha", opinou.

Segundo ela, as referências para criar "realismo doido" vem desde filmes dos irmãos Cohen, até filmes cubanos e portugueses. Apesar de tratar da morte, Cininha afirmou que "a leveza" é buscada. "No Brasil, a morte tem uma pegada muito mórbida e imaginei que seria banal fazer comédia com o tema", finalizou Falabella.

"Pé na Cova" vai ao ar todas às quintas-feiras na Globo. A primeira temporada contará com 24 episódios.

 

Notícias relacionadas



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos