"Vamos discutir as promiscuidades do poder", diz Tony Ramos sobre "O Rebu"

Carlos Minuano

Do UOL, em São Paulo

"Vamos discutir as promiscuidades do poder", diz Tony Ramos ao UOL sobre seu papel na nova novela das 23h, "O Rebu", que estreia no próximo dia 14 de julho na TV Globo.

Depois de viver os últimos dias de Getúlio Vargas nos cinemas, o ator, que acaba de completar 50 anos de carreira, volta a TV no elenco do remake, de 37 capítulos, da trama que fez sucesso em 1974. "É um projeto lindo", elogia o ator. "É uma releitura com tratamento supermoderno de uma novela feita há 40 anos que se tornou cult".

A nova versão do folhetim tem direção de José Luis Vilamarim e roteiro de George Moura. E a dupla, a mesma por trás da bem sucedida minissérie "Amores Roubados", não reservou para Tony Ramos o habitual papel de mocinho.

Desta vez, o ator vai encarnar o empresário corrupto Carlos Braga Vidigal – principal vilão da história. "É um homem de muitas riquezas, dono de fazendas, empresas de construção, um bicho poderoso mesmo", detalha o ator.

A versão original, de Bráulio Pedroso (1931 -1990), foi exibida em 1974 e subverteu o formato ao introduzir pela primeira vez uma história policial, com narrativa não linear, na teledramaturgia.

A trama se desenrola em torno de uma festa e de um assassinato que ocorre nela. O personagem de Tony Ramos é um dos principais suspeitos do crime.

"O Rebu" também traz no elenco Patrícia Pillar, Cássia Kiss, José de Abreu, Vera Holtz, Daniel de Oliveira, além de Jesuíta Barbosa na sua estreia em novelas.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos