"Avenida Brasil" é a grande vencedora do Prêmio Contigo!

Do UOL, no Rio

Na noite desta segunda-feira (13) foi realizado o 15º Prêmio Contigo! de TV, no Copacabana Palace, zona sul do Rio. Luiz Fernando Guimarães – pela décima vez – e Fernanda Torres – pela oitava vez – foram os mestres de cerimônia do evento que homenageou os 50 anos da telenovela e o casal Tarcísio Meira e Glória Menezes, símbolo da televisão brasileira.

Como de costume, a escolha dos vencedores foi feita pelos leitores da revista e por jornalistas especializados em televisão. Os leitores foram convidados a votar em seus favoritos – pelo site ou através do celular – e selecionar os seis finalistas de cada categoria. Em seguida, o júri formado por jornalistas elegeu, entre esses candidatos, os melhores do ano.

A grande vencedora foi a novela "Avenida Brasil". O folhetim de João Emanuel Carneiro saiu da premiação com os troféus de melhor novela, melhor autor (para João), melhor direção, além dos prêmios de melhor atriz (Adriana Esteves), ator (Murilo Benício) e ator coadjuvante (José de Abreu). "Há um ano estou feliz, foi inacreditável o que vivemos fazendo essa novela. E como não existiria Carminha sem Nina quero compartilhar o prêmio com a Débora Falabella", disse Adriana.

Já Ricardo Waddington, melhor diretor, fez discurso em prol ao crescimento de outras emissoras. "O que me importa é a qualidade, vou ficar muito feliz de ver as emissoras crescendo, investindo e produzindo".

Totia Meirelles foi eleita melhor atriz coadjuvante por sua Wanda, de 'Salve Jorge". A atriz dedicou o prêmio à Carminha, de Adriana Esteves. "A primeira vilã a gente nunca esquece", disse ela. José de Abreu foi o melhor ator coadjuvante por Nilo, de "Avenida Brasil". Emocionado, o ator afirmou que "novela é um ajuntamento (sic) de pessoas que vira uma família".

Em seguida, Jean Paulo Campos e Mel Maia foram eleitos os melhores atores infantis. Ele pelo Cirilo de "Carrossel", ela pela Rita de "Avenida Brasil". Titina Medeiros, que fez sua estreia na TV em "Cheias de Charme", dividiu o troféu de revelação com Ivete Sangalo.

Saiba como foi o último capítulo de "Avenida Brasil"
Saiba como foi o último capítulo de "Avenida Brasil"

O momento divertido da noite foi protagonizado por Domingos Montagner. Ao subir ao palco para receber o troféu de melhor ator de série, por "Brado Retumbante", Fernanda Torres fez questão de elogiar o ator. "Mulher não consegue ficar sem dar mole para homem bonito", soltou Fernanda para risada da plateia.

Aplaudidos de pé, Tarcísio Meira e Glória Menezes fizeram discurso em prol a novela. "Se o público muda, a novela também muda, ou pelo menos acompanha", disse o ator.

Quando "Avenida Brasil" foi eleita a melhor novela, Ricardo Waddington pediu aos atores da trama que subissem ao palco. "'Avenida Brasil' é um exemplo de conteúdo de qualidade. Estamos felizes", finalizou o diretor.

Veja quem foram os vencedores:

Melhor atriz coadjuvante
Carolina Dieckmann, pela Jéssica de "Salve Jorge"
Débora Nascimento, pela Tessália de "Avenida Brasil"
Giovanna Lancellotti, pela Lindinalva de "Gabriela"
Laura Cardoso, pela Doroteia de "Gabriela"
Totia Meirelles, pela Wanda de "Salve Jorge"
Vera Holtz, pela Lucinda de "Avenida Brasil"

Melhor ator coadjuvante
David Lucas, pelo Orelha de "Malhação"
Eriberto Leão, pelo Ulisses de "Guerra dos Sexos"
José de Abreu, pelo Nilo de "Avenida Brasil"
Juliano Cazarré, pelo Adauto de "Avenida Brasil"
Marcos Caruso, pelo Leleco de "Avenida Brasil"
Rodrigo Andrade, pelo Berto de "Gabriela"

Melhor ator infantil
Bernardo Simões, pelo Batata de "Avenida Brasil"
Cauê Campos, pelo Elias de "Lado a Lado"
Jean Paulo Campos, pelo Cirilo de "Carrossel"
Lucas Santos, pelo Paulo de "Carrossel"
Luiz Felipe Mello, pelo Júnior de "Salve Jorge"
Xande Valois, pelo Tico de "Malhação"

Melhor atriz infantil
Ana Karolina Lannes, pela Ágata de "Avenida Brasil"
Kiria Malheiros, pela Raíssa de "Salve Jorge"
Larissa Manoela, pela Maria Joaquina de "Carrossel"
Luiza Gonzales, pela Michele de "Amor Eterno Amor"
Maísa Silva, pela Valéria de "Carrossel"
Mel Maia, pela Rita de "Avenida Brasil"

Revelação da TV
Cacau Protásio, pela Zezé de "Avenida Brasil"
Daniel Rocha, pelo Roni de "Avenida Brasil"
Ivete Sangalo, pela Maria Machadão de "Gabriela"
Raquel Bertani, pela Analu de "Guerra dos Sexos"
Tiago Abravanel, pela Demir de "Salve Jorge"
Titina Medeiros, pela Socorro de "Cheias de Charme"

Melhor atriz de série/minissérie
Alinne Moraes, pela Kátia de "Como Aproveitar o Fim do Mundo"
Andrea Beltrão, pela Sueli de "Tapas & Beijos"
Cléo Pires, pela Ana de "As Brasileiras"
Deborah Secco, pela Giovanna de "Louco por Elas"
Fernanda Torres, pela Fátima de "Tapas & Beijos"
Renata Domingues, pelo Bate-Seba de "Rei Davi"

Melhor ator de série/minissérie
Danton Mello, pelo Ernani de "Como Aproveitar o Fim do Mundo"
Domingos Montagner, pelo Paulo Ventura de "O Brado Retumbante"
Eduardo Moscovis, pelo Leonardo de "Louco por Elas"
Fábio Assunção, pelo Jorge de "Tapas & Beijos"
Leonardo Brício, pelo Davi de "Rei Davi"
Vladimir Brichta, pelo Armane de "Tapas & Beijos"

Melhor série/minissérie
"As Brasileiras"
"Como Aproveitar o Fim do Mundo"
"Louco por Elas"
"Rei Davi"
"Subúrbia"
"Tapas & Beijos"

Melhor atriz
Adriana Esteves, pela Carminha de "Avenida Brasil"
Débora Falabella, pela Nina de "Avenida Brasil"
Giovanna Antonelli, pela Helô de "Salve Jorge"
Marjorie Estiano, pela Laura de "Lado a Lado"
Nanda Costa, pela Morena de "Salve Jorge"
Rosanne Mulholland, pela Professora Helena de "Carrossel"

Melhor ator
Alexandre Nero, pelo Stênio de "Salve Jorge"
Cauã Reymond, pelo Jorginho de "Avenida Brasil"
Murilo Benício, pelo Tufão de "Avenida Brasil"
Reynaldo Gianecchini, pelo Nando de "Guerra dos Sexos"
Ricardo Tozzi, pelo Fabian e pelo Inácio de "Cheias de Charme"
Thiago Fragoso, pelo Edgar de "Lado a Lado"

Melhor diretor de novela
Amora Mautner, José Luiz Villamarim e Ricardo Waddington, de "Avenida Brasil"
Carlos Araújo e Denise Saraceni, de "Cheias de Charme"
Denis Carvalho e Vinícius Coimbra, de "Lado a Lado"
Jorge Fernando, de "Guerra dos Sexos"
Marcos Schechtman e Fred Mayrink, de "Salve Jorge"
Reynaldo Boury, de "Carrossel"

Melhor autor de novela
Claudia Lages e João Ximenes Braga, por "Lado a Lado"
Elizabeth Jhin, por "Amor Eterno Amor"
Filipe Miguez e Izabel de Oliveira, por "Cheias de Charme"
Glória Perez, por "Salve Jorge"
Íris Abravanel, por "Carrossel"
João Emanuel Carneiro, por "Avenida Brasil"

Melhor novela
"Amor Eterno Amor"
"Avenida Brasil"
"Carrossel"
"Cheias de Charme"
"Lado a Lado"
"Salve Jorge"

UOL Cursos Online

Todos os cursos