UOL Entretenimento Televisão

24/09/2009 - 01h05

João Sabiá tenta se desvencilhar do rótulo de ex-"Fama" e investe também na carreira de ator

PopTevê
A biografia artística de João Sabiá em quase nada se parece com a dos atores de sua geração. Iniciado no palco através da música, com a qual começou a flertar desde a adolescência, o cantor carioca admite que suas pretensões profissionais não envolviam as artes dramáticas. "Meu dinheiro e meu tempo sempre foram para investir em música. Não tenho cursos, não estudei na CAL", compara, mencionando a conhecida Casa de Artes de Laranjeiras, que fica na Zona Sul do Rio de Janeiro e é o "berço" de muitos candidatos a atores que sonham com o estrelato.
  • Luiza Dantas / Carta Z Notícias

    "Mais me ligam do que eu fico em cima", diz João Sabiá sobre seus papéis como ator. Ele, que também é cantor, ficou em terceiro lugar no reality show "Fama"

Outra diferença notável é sua postura, que pouco tem a ver com a "proatividade" dos que se postam diante das portas de emissoras em busca de um teste. "Até por eu não ter uma formação, não ter me preparado para isso, minha carreira de ator aconteceu naturalmente. Mais me ligam do que eu fico em cima", define o mais "low profile" dos atores.

O resultado, ao menos até aqui, tem sido positivo. Atualmente no ar como o charmoso Marcos de "Paraíso", João diz que, para compensar a falta de embasamento teórico, investe em um estudo meticuloso do texto. "Tudo aquilo que o personagem fala é fundamental para mim. Não sei se essa maneira é certa ou errada, mas é o meu método", defende ele, que chegou a fazer uma participação em "Caminho das Índias" antes de começar a gravar como o piloto da novela das seis.

Chamado para o elenco da última novela das oito, ele acabou não sendo confirmado no papel - mas, como seu trabalho agradou o produtor de elenco da trama de Glória Perez, João foi escalado para uma participação como amigo de Bahuan, vivido por Márcio Garcia, no período em que o personagem morava nos Estados Unidos. "Na época, lembro que tinha feito uns cinco testes para produções diferentes. Foi bom, porque me senti valorizado. Os diretores elogiavam e isso me deu segurança. Sei que o mínimo que eu posso fazer não é ruim", anima-se.

Outra boa surpresa veio quando o ator entrou em estúdio para começar a gravar suas primeiras cenas em "Paraíso". Como Marcos só apareceu na trama um mês depois da estreia, João deu início aos trabalhos quando o resto do elenco já estava totalmente adaptado ao ritmo de gravação. Além disso, seu personagem chegou a sair do ar por algumas semanas, na época que fugiu para o Rio de Janeiro ao lado da namorada Edith (Paula Barbosa). "Mas os medos que eu tinha, de chegar quando a galera já estava com a mesma energia, acabaram logo na primeira semana. Fui super bem recebido e fiquei à vontade com esse grupo", comemora.

Agora entrando na reta final da novela, João tem outro motivo para sentir a ansiedade aumentar. Na versão original da novela, exibida em 1982, Marcos morre quando o avião que ele pilota cai durante a inauguração do aeroclube de Paraíso. Ao que tudo indica, esse será o destino do personagem também no "remake" - mas o ator despista. "Estão acontecendo algumas atualizações, mas isso ainda está em aberto. Estou torcendo para esse avião não explodir e pousar direitinho", diverte-se.

Apesar de ter aberto as portas para a vitrine da TV, a participação na terceira edição do extinto "Fama", exibido na Globo, também trouxe certos preconceitos. "Esse 'sobrenome ex-Fama' parece que deixa o cantor fadado ao fracasso. É como se fossem pessoas que têm foco no sucesso e não em um trabalho artístico", diz.

Para João, existe preconceito do mercado fonográfico com os participantes do programa, transmitido entre 2002 e 2005 e no qual conquistou o terceiro lugar. "Já aconteceu de gravadora gostar do meu material, mas dizer 'não' por causa do 'Fama'. As casas de show também fecham a cara e tem crítico que nem abre o CD para olhar", afirma ele, que, assim que acabar "Paraíso", vai lançar o álbum "My Black My Nega".

(Por Louise Araujo)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host