UOL Entretenimento Televisão
 

Ribeirão do tempo

Capítulo do dia

10/02/2011

Joca diz a Arminda que acha que Flores está por trás dos crimes da cidade

Bruno e Teixeira conversam sobre a obra embargada e debocham de Arminda. Bruno vai falar com Arminda, ela não está e ele não gosta. Arminda diz a Joca que acha que a destituição está perto e que, se perder o cargo, voltará para a Europa. Ele fica tenso e nervoso, mas tenta convencê-la do contrário. O detetive diz para ela parar de renunciar a seus sentimentos como se eles fossem fraqueza. Ela fica tensa e enxuga as lágrimas. Diana diz a Guilherme que talvez tenha que ir embora do Brasil, e que não quer ir. Ela revela que acha que vai ter que fugir novamente. Arminda fala a Joca que não pode abandonar tudo por sentimentalismos e que ele tem uma visão romântica da vida. Ele fica triste e diz que ela indo embora estará arruinando a vida dele, de Diana e a dela própria. Ela pede para que ele a beije para esquecer os problemas. Virgínia e Patrícia acertam os últimos detalhes do casamento. Virgínia diz a Patrícia que ela tem que convencer seu filho a morar na casa dela. Ajuricaba bebe e pede a Cardoso que não conte a ninguém sobre o casamento de sua filha e o motivo de ela estar se casando tão rápido. Lincon desabafa seus problemas com Ellen e ela tenta  colocá-lo para cima. André e Sônia tiram a sorte no realejo. Felizes os dois dançam no meio da praça. Flores diz a Sereno para ele mandar o comando invisível instigar os operários a se revoltarem por perder o emprego. E diz que irá fazer uma visita ao novo prefeito. Flores pergunta a Virgínia sobre o governo de Querêncio e ela prefere não opinar. Bruno diz ao mestre de obras que o trabalho paralisadas e pede para que ele não confirme o boato. Flores entrega o quadro a Querêncio e o aconselha a por em todos os lugares da cidade. Joca diz a Arminda que acha que Flores está por trás de todos os crimes da cidade e que ele não esá sozinho. Ela diz para ele não se meter com esse tipo de gente e tomar cuidado. Flores, Sancha e Querêncio conversam sobre a obra do resort. Sancha diz que os operários não aceitaram a notícia quietos. Flores aconselha o prefeito a acusar o governo federal e estadual e ele gosta da idéia. Bruno, Teixeira, Célia, Querêncio e Arminda conversam sobre o resort. Bruno conta que a carta de paralisação chegou e que os operários estão inquietos com a notícia. Querêncio conta a todos o conselho do professor. Sérgio e André passam a Carmem a ordem do comando invisível e todos resolvem se manifestar. Léia vai até casa de Flores falar sobre seu filho. Arminda diz a Querêncio que acha engraçado o conselho do professor, sendo que foi ele que provocou a situação. Teixeira diz que o conselho é inútil e o prefeito fica sem saber o que fazer. Arminda diz para ele se preparar para dias difíceis na prefeitura. Clóris vai à casa de Flores e Fátima inventa uma desculpa para mandá-la embora. Léia diz ao professor sobre o caso de Joca e Arminda. Ele pede para que ela continue a deixá-lo a par de tudo. Beatriz e Larissa conversam sobre Nicolau. Beatriz tem a idéia de pedir ajuda ao professor Flores para dar um jeito em seu filho. Zuleide conta a Karina sobre o encontro com Nasinho. O senador chega de Brasília e convida a dona da boutique para um jantar e ela aceita. Zuleide encontra Nasinho no caminho de casa e ele a convida para ir até o Agito. Eles conversam e conseguem se entender. Nasinho propõe um brinde à primeira briga do casal. Nicolau liga para Flores para confirmar o encontro. Karina fica ansiosa porque vai conhecer quem é o misterioso professor. Iara propõe a Filó que ela se torne uma instrutora de saltos e ela diz que é demais para ela. Filomena troca de roupa e Tito a chama para saltar com ele amanhã. Ela diz que não e ele se aproxima e dá um beijo em sua esposa.

 
 

Hospedagem: UOL Host