Courtney Love é censurada 15 vezes em programa de rádio

LOS ANGELES (Reuters) - Um dia após um juiz da Califórnia emitir uma ordem de prisão contra ela, a roqueira Courtney Love falou ao programa de rádio de Howard Stern que não compareceu a duas audiências judiciais por causa da falta de segurança adequada.

"Não me apresentei à corte porque não tinha um guarda-costas profissional", disse Love na quinta-feira a Stern.

Love divagou e blasfemou quando falou sobre os casos dos quais é acusada, mas insistiu que estava "sóbria como um juiz".

O gerente-geral da emissora onde se transmite o programa de Stern, WXRK de Nova York, disse que teve de pedir 15 vezes para bloquearem algumas palavras de Love, estabelecendo um novo recorde numa aparição de um convidado em um show.

Um juiz de Beverly Hills emitiu na quarta-feira uma ordem de prisão por desacato contra a atriz e cantora, após ela não se apresentar numa audiência sobre acusação de posse de drogas.

O juiz do Tribunal Superior Elden Fox aceitou segurar a ordem de prisão até terça-feira. O advogado de Love disse que ela não se apresentou por "preocupações com segurança", mas não deu mais explicações.

Love, de 39 anos, também não compareceu na quarta-feira a um julgamento em Los Angeles, por uma acusação menor, a de estar sob influência de uma substância controlada. A cantora se declarou inocente de todas as acusações.

Os dois casos derivam da prisão de Love em 2 de outubro, do lado de fora da casa de um namorado em Beverly Hills, onde ela estaria atirando pedras na janela. Após se libertada sob fiança, horas mais tarde, ela foi levada a um hospital no que a polícia chamou de "emergência médica".

"Não joguei pedra nenhuma na janela. Bati na porta, porque não tinha chave. Essa é a verdade de Deus", disse Love a Stern.

UOL Cursos Online

Todos os cursos