MTV culpa Janet Jackson por seio exposto no Super Bowl

Por Kenneth Li

NOVA YORK (Reuters) - A cantora Janet Jackson planejou a cena exibida no intervalo do Super Bowl, que a deixou com o seio direito nu e provocou um inquérito federal sobre indecência na televisão, afirmou o executivo-chefe da MTV nesta terça-feira (3).

"Janet Jackson programou tudo", disse Tom Freston, executivo-chefe da MTV, em entrevista à Reuters. A atribuição da culpa a Jackson aconteceu dois dias depois de o ídolo pop Justin Timberlake ter rasgado parte do bustiê de couro preto da cantora, revelando seu seio direito no final do show do intervalo do Super Bowl, no domingo.

Freston, executivo da empresa que produziu o espetáculo para a CBS, disse que Timberlake foi informado do número momentos antes de subir ao palco. A MTV e a CBS são controladas pela Viacom.

O Super Bowl, final do campeonato de futebol americano, é o evento mais importante da TV norte-americana, assistido por quase 90 milhões de pessoas.

A cena, que Timberlake atribuiu a um "problema com o guarda-roupa", provocou reclamações generalizadas.

A Comissão Federal de Comunicações (FCC, na sigla em inglês) iniciou uma investigação em resposta aos pedidos de que o governo tomasse medidas mais duras sobre a regulamentação da indecência na televisão.

"Agora vai haver uma investigação da FCC sobre o mamilo", disse Freston aos repórteres em entrevista coletiva.

Jackson assumiu a culpa, mas disse na segunda-feira que sua cena foi além do pretendido. "A decisão de ter a roupa rasgada ao final da apresentação foi feita após os ensaios finais. A MTV não tinha qualquer conhecimento. Não foi minha intenção que chegasse tão longe [a repercussão]".

Freston disse que nem a CBS nem a NFL (Liga Nacional de Futebol Americano) rescindiram ou exigiram devolução dos custos de produção da MTV. Mas fontes próximas ao caso afirmaram que o incidente pode custar milhões de dólares à CBS e à NFL.

UOL Cursos Online

Todos os cursos