Charles rejeita ir à TV para negar rumor sobre sua vida sexual

Por Jeremy Lovell

LONDRES (Reuters) - O herdeiro do trono da Grã-Bretanha, príncipe Charles, descartou na segunda-feira aparecer diante das TVs para negar os crescentes rumores de que teria um dia se envolvido em um incidente sexual com um de seus serviçais.

As especulações sobre a possibilidade de um pronunciamento ao país aumentaram depois de jornais da Escócia e da Irlanda terem publicado no fim de semana detalhes a respeito dos rumores, levando às portas da Grã-Bretanha uma história que já havia sido divulgada no resto da Europa.

Até agora, os jornais ingleses obedeceram a uma ordem judicial de não divulgar os boatos.

O príncipe, que no domingo voltou de uma viagem de uma semana pelo exterior, está há dois dias em sua propriedade rural, no oeste da Inglaterra, reunido com assessores e discutindo como responder à alegação.

Na segunda-feira, o gabinete dele disse que Charles não pretendia tomar nenhuma medida judicial e nem ir às TVs a fim de evitar dar maior destaque aos rumores divulgados na semana passada, durante a ausência dele.

"O príncipe não tem planos de aparecer diante das TVs. O comunicado feito na quinta-feira foi o suficiente", declarou uma porta-voz. "Não há planos de se adotar nenhuma medida judicial."

O escândalo mais recente a abalar a Casa de Windsor iniciou-se 10 dias atrás, quando o ex-assessor pessoal de Charles Michael Fawcett conseguiu que a Justiça impedisse o jornal Mail on Sunday de publicar as acusações feitas por George Smith, um ex-empregado do palácio.

No domingo, o jornal News of the World perguntou em sua manchete: "Charles é bissexual?". A pergunta foi respondida vários parágrafos abaixo, em letras pequenas: "enfaticamente não".

As especulações iniciais envolviam muito vagamente um empregado do palácio, um membro da realeza e um incidente indefinido. Mas, em uma reviravolta inesperada na quinta-feira, Charles se identificou como sendo o membro da realeza.

"Quero apenas deixar claro, mesmo que não possa me referir aos detalhes da alegação, que ela é totalmente falsa e sem uma gota de fundamentação", disse então o secretário particular do príncipe, sir Michael Peat.

A declaração abriu as portas para os rumores, que aumentaram em número e em detalhes.

UOL Cursos Online

Todos os cursos