Sr. Spock participa de convenção com "fãs inteligentes" em São Paulo

SÃO PAULO (Reuters) - Pela primeira vez no Brasil, o ator norte-americano Leonard Nimoy --mundialmente conhecido pelo personagem de orelhas pontudas Spock, de "Jornada nas Estrelas"-- está ansioso para participar da convenção de fãs brasileiros no próximo sábado em São Paulo.

"Não sei porque demorou 37 anos para eu vir ao Brasil, mas estou feliz por estar aqui", disse um simpático Nimoy a jornalistas nesta quinta-feira.

O período em questão se refere à primeira exibição da cultuada série na TV norte-americana, um dos maiores fenômenos culturais modernos, que rendeu outros quatro seriados de TV, além de uma animação, 10 filmes para o cinema, dezenas de livros com histórias inéditas e diversos materiais, desde miniaturas a enciclopédias digitais.

Num momento de boa e velha demagogia, Nimoy rasgou elogios ao Brasil. Ele disse que antes de viajar conversou com os atores Walter Koenig (Chekov) e George Takei (Sulu), que já estiveram no país, e ambos teriam dito que os "fãs brasileiros são os mais inteligentes".

Mas do Brasil ele conhece mesmo "Central do Brasil", de Walter Salles, que considerou "um filme maravilhoso".

Na opinião de Nimoy, participar de convenções é uma excelente forma de se comunicar com os fãs. "Essas têm sido ótimas experiências, é como uma festa de família", disse.

Para ele, os extras incluídos nas edições especiais dos filmes em DVD também permitem aos fãs ver "como o personagem se desenvolveu, qual é o episódio favorito do ator".

A Paramount aproveita a vinda de Nimoy para lançar um pacote comemorativo com os primeiros 4 filmes de "Jornada nas Estrelas", que já foram lançados no Brasil.

PACIFISMO E SCHWARZENEGGER

Aos 72 anos, Nimoy atuou em vários filmes e séries além de "Jornada nas Estrelas", e em diversas peças de sucesso -- como "Um Violinista no Telhado". Ele também dirigiu produções de grandes bilheterias, entre elas "Jornada nas Estrelas 4 -- A Volta para Casa" e "Três Solteirões e um Bebê".

Lembrando o contexto histórico nos Estados Unidos dos anos 1960, durante os quais a série original foi filmada, com as marchas pelos direitos civis e assassinatos do presidente John Kennedy e do líder negro Martin Luther King, Nimoy admitiu um caráter mais pacifista nos roteiros da época.

"Acredito que muito do sucesso e intensidade da série original sejam resultados dessa preocupação com a realidade de nossa época, embora estivesse contando histórias 300 anos no futuro, no espaço."

Quando teve a oportunidade de escrever uma trama para "Jornada nas Estrela 4", ele procurou evitar um enredo de bandidos e mocinhos.

Na história, a tripulação da Enterprise volta do século 23 aos anos 1980 para resgatar um casal de baleias Jubartes, também conhecidas como baleias-corcundas, que estariam extintas no futuro e seriam a chave para a salvação do planeta.

"Não há lutas, não há grandes explosões e ainda é a maior bilheteria da série."

Perguntado sobre a eleição de Arnold Schwarzenegger para governador da Califórnia, onde vive, Nimoy foi "politicamente correto".

"Apesar de eu não ter apoiado sua candidatura (...) espero que ele seja capaz de aplicar seus talentos e inteligência para resolver os problemas com os quais terá que lidar", disse, acrescentando não ter reservas sobre a entrada de celebridades na política.

(Por Alexandre Caverni)

UOL Cursos Online

Todos os cursos