Martha Stewart renuncia ao cargo de presidente de sua empresa

Por Lauren Weber
AFP

NOVA YORK (Reuters) - Martha Stewart anunciou na quarta-feira sua renúncia aos cargos de chairman e presidente-executiva de sua empresa, horas depois de ser formalmente acusada de obstrução da Justiça.

Ela vai continuar a integrar o conselho de diretores da companhia e foi indicada para o cargo de executiva-chefe de criação.

Sua empresa, a Martha Stewart Living Omnimedia, disse que o chairman será Jeffrey Ubben, membro do conselho de direção, presidente de uma firma privada de investimentos e maior acionista depois da própria Martha Stewart. A atual presidente da empresa, Sharon Patrick, assumirá o cargo de presidente-executiva.

Na quarta-feira, Martha Stewart e Peter Bacanovic, seu ex-operador de ações, se declararam inocentes das acusações que lhes foram feitas.

Ela e Bacanovic foram acusados de obstruir uma investigação do governo sobre a venda das ações que Stewart possuía da ImClone Systems um dia antes de o medicamento contra o câncer Erbitux, produzido pela ImClone, ter sido condenado pela instância reguladora nos EUA.

A Securities and Exchange Commission (SEC) também abriu processo por falsidade ideológica contra Stewart e Bacanovic na esfera cível.

Para Walter Brown, sócio da firma de litígios Gray Cary, de São Francisco, a iniciativa de Stewart de deixar a direção da empresa "vai permitir que a companhia siga adiante e que ela se dedique à tarefa mais importante, ou seja, defender-se das acusações criminais."

UOL Cursos Online

Todos os cursos