Ex-"BBBs" e atores de novelas vão disputar eleições no México

Por Miguel Angel Gutiérrez

CIDADE DO MÉXICO (Reuters) - Luz! Câmera! Ação! Atores mexicanos se maquiam e preparam seu melhor sorriso para entrar em cena num papel que lhes dará fama e dinheiro, mas em um cenário bem diferente do habitual: o da política.

Alguns partidos políticos estão tentando aproveitar a fama dos artistas e estão lançando cantores e atores a cargos no Legislativo nas próximas eleições de 6 de julho.

Os críticos vêem a estratégia como uma busca desesperada por votos para a Câmara dos Deputados federal, onde o equilíbrio das forças é fundamental no governo do presidente Vicente Fox, do Partido da Ação Nacional (PAN), da ala conservadora.

Os partidos convocaram celebridades como a irmã da popular cantora Thalía, Laura Zapata, que foi sequestrada em setembro, e novatos na cena pública, como um ex-participante do "Big Brother" local.

Os mexicanos vão eleger 500 novos deputados federais no Congresso, que atualmente é dominado pela oposição. As assembléias locais também elegerão seus representantes, e seis governos de províncias estão sendo disputados.

O Partido Revolucionário Institucional (PRI), que governou o país por 70 anos antes da vitória de Fox, aposta nestas eleições para reforçar sua posição e voltar à Presidência em 2006.

Zapata concorre a um cargo de deputada feral pelo partido do governo.

"Aproximei-me do PAN porque creio que o evento que vivi me dá direito como cidadã de querer participar na elaboração das leis de nosso país", disse a atriz, que foi vilã em várias telenovelas mexicanas, como "Maria do Bairro", em que Thalía foi a protagonista.

O ator Eric del Castillo concorre a uma vaga de conselheiro do PAN em Tlalpan, distrito da capital. O ex-"Big Brother" Patricio Zambrano foi convidado por pelo menos três partidos para concorrer a uma vaga de deputado federal.

Os atores de filmes e novelas Angélica Aragón, Héctor Bonilla e Ernesto Gómez Cruz estão entre os possíveis candidatos a deputados pelo Partido da Revolução Democrática (PRD), de esquerda.

O PAN aproximou-se também de Roberto Gómez Bolaños, famoso como o Chaves do seriado humorístico, mas o popular comediante e produtor recusou o convite.

UOL Cursos Online

Todos os cursos