Italianos preferem filmes religiosos a programas de TV realidade

ROMA (Reuters) - Os programas de TV realidade e os sucessos de Hollywood podem garantir grandes audiências na maioria dos países, mas na Itália os filmes religiosos atraem tantos telespectadores quanto o futebol.

Um filme feito para a TV sobre Santa Maria Goretti, uma menina que preferiu morrer como mártir a se submeter ao abuso sexual, atraiu cerca de 10 milhões de telespectadores no fim de semana passado -- índice que corresponde a 35 por cento dos domicílios do país, disse a mídia italiana.

Programas de TV que são sucesso em muitos países, como o Big Brother, geram bom ibope na Itália, mas ainda assim perdem para os filmes religiosos.

As cifras são um mistério para os sociólogos, uma vez que pesquisas indicam que o comparecimento às igrejas vem caindo ao longo dos últimos anos, mesmo que 98 por cento da população italiana se descreva como católica.

Conscientes de que o momento não está bom para a publicidade, as estações de TV já planejam filmes sobre o papa João Paulo 2o e a Madre Teresa de Calcutá.

O filme religioso campeão de audiência -- visto por mais de 50 por cento da população em abril do ano passado -- contou a história do papa João 23o, com Ed Asner no papel do "bom pontífice".

UOL Cursos Online

Todos os cursos