Campeonato de futebol americano atrai anunciantes

Por Adam Pasick

NOVA YORK (Reuters) - O pessoal da publicidade está fazendo fila para anunciar nos intervalos comerciais da final do campeonato de futebol americano deste ano, o Super Bowl, aproveitando os recordes de audiência do esporte na TV.

Em um jogo de apostas altas, em que cada 30 segundos não saem por menos de 2 milhões de dólares, pequenos anunciantes com a HotJobs (unidade do Yahoo Inc.) estão depositando todas as suas fichas de marketing em um único comercial, enquanto gigantes como a cervejaria Anheuser-Busch Cos. Inc. e PepsiCo Inc. estão fazendo até 11 anúncios.

Faltando mais quatro dias pela frente, ABC Network (unidade da Walt Disney Co) ainda tem "menos de quatro" espaços para serem vendidos. Isso sugere que alguns velhos anunciantes do Super Bowl, como a Electronic Data Systems Corp. e a Masterlock, decidiram que a exposição durante os jogos não valia a pena este ano.

O anúncio do site de empregos HotJobs mostra um grupo de profissionais cantando uma canção do Sapo Caco (do "Muppet Show"), enquanto as propagandas do chiclete Trident (Pfizer Inc) abusam da tecnologia, assim como os comerciais da Pepsi, com a família Osbourne.

Os marqueteiros têm que encontrar um equilíbrio perfeito: um comercial exagerado demais pode irritar o público, mas discrição demais acaba passando desapercebida.

Outros grandes anunciantes do campeonato incluem a cadeia de sanduíches Quizno's Corp, Levi's, General Motors Corp, Monster.com. e Reebok International Ltd.


UOL Cursos Online

Todos os cursos