Sharon Osbourne lamenta ter feito "reality show" para MTV

Reuters

Veja fotos de 'The Osbournes'
LOS ANGELES (Reuters) - Sharon Osbourne, matriarca da "primeira família" da MTV, os Osbournes, disse que a presença constante de câmeras em sua casa já está incomodando e que ela quer encerrar o programa depois de fazer mais 10 episódios.

Numa entrevista concedida à edição especial do programa "20/20", da ABC News, que irá ao ar na quarta-feira, a mulher e empresária do roqueiro britânico Ozzy Osbourne afirmou que lamenta ter posto sua família na televisão, para começar.

"Este será o último ano, sem dúvida alguma", disse Sharon Osbourne, 50 anos, a Barbara Walters, em trechos da entrevista divulgados na segunda-feira pela rede ABC. "Não podemos continuar a fazer o show. Mais 10 episódios e eu estarei fora."

Suas declarações pegaram executivos da MTV de surpresa. Mas, num comunicado divulgado ainda na segunda pela emissora, Osbourne parece ter desmentido o que disse à ABC, afirmando:

"Pretendo cumprir o compromisso que assumimos com a MTV para fazer mais 20 episódios. Eu amo minha MTV".

Ela deu a mesma garantia tranquilizadora ao presidente da MTV, Van Toffler, que telefonou para ela depois de ler sobre seus comentários na ABC News, informou uma porta-voz da MTV.

Mesmo assim, suas declarações levantaram novas dúvidas quanto ao futuro de "The Osbournes", o programa de TV realidade que se tornou o maior sucesso da MTV, ganhou um prêmio Emmy e transformou o casal Osbourne e seus filhos adolescente em astros da cultura pop, da noite para o dia.

Sharon Osbourne disse que a tensão de viver sob a atenção constante de câmeras de TV tem sido especialmente dura agora que ela está lutando contra o câncer do cólon e afirmou que a crise está levando seu marido a beber.

"Ozzy vem tomando as suas outra vez", disse ela. "Sim, concordamos em fazer o programa, então há câmeras aqui o tempo todo... e não temos privacidade. Sabe quando você está com vontade de vomitar e quer ficar sozinha? Bom, eu não posso vomitar sozinha, e Ozzy não pode ficar bêbado sozinho."

Uma fonte bem informada disse que a roupa suja da família não é lavada em público no programa sem a autorização de Sharon, que, pelo contrato que a família assinou com a MTV, conserva o controle criativo sobre o seriado.

Sharon Osbourne descobriu que estava com câncer de cólon no verão, depois da primeira temporada do seriado. Apesar disso, a família decidiu retomar o trabalho onde ele parou, com uma nova temporada de 10 episódios que fazem a crônica de sua vida em Beverly Hills, enquanto ela se ajusta ao aumento de sua fama e à doença de Sharon.

A segunda temporada tem estréia prevista para 26 de novembro, e a terceira temporada, no ano que vem, deve ter mais 10 episódios.

"Acho que se fôssemos fazer tudo de novo, não teríamos feito o programa", disse Sharon Osbourne a Barbara Walters. "O programa teve um impacto muito grande sobre todo o mundo. Meus filhos não são mais um garoto de 16 e uma garota de 17 normais. São advogados e administradores de negócios."

A filha mais velha do casal Osbourne, Aimee, que não participou da primeira temporada, disse a Walters que a mãe dela é a cola que mantém a família unida e que seu pai é especialmente dependente dela. "Acho que ele não sobreviveria mais de um ano sem ela", afirmou.

Leia mais:
» "The Osbournes" volta em 26 de novembro à TV dos EUA


UOL Cursos Online

Todos os cursos