Agnaldo Timóteo critica atuação de artistas em campanha

SÃO PAULO (Reuters) - O cantor Agnaldo Timóteo, 65 anos, acusou alguns artistas de "se venderem" para induzir o voto de seus admiradores. Ele fez a declaração durante a inauguração do Comitê Negro Nacional Suprapartidário Pró-Ciro Gomes em São Paulo, nesta sexta-feira.

Sob as luzes das câmeras de televisão, Timóteo, que já foi deputado pelo PDT e apareceu recentemente na versão 3 do programa "Casa dos Artistas", cantou à capela um música feita em homenagem a Ciro Gomes: "Ciro Gomes, Ciro Gomes, nosso povo precisa de você! Ciro Gomes, Ciro Gomes, para fazer o Brasil crescer!".

Em seguida declarou: "Ciro Gomes, poucos artistas se vendem para mentir aos seus admiradores e induzir o seu voto."

Ele não disse, no entanto, quais seriam esses artistas.

Questionado se havia composto essa música especialmente para a campanha, ele disse: "Isso saiu do meu coração. Isso é um desabafo contra alguns de nossos colegas que se vendem por milhões de dólares".

"Ia votar no Garotinho, mas com essa campanha contra o Ciro, vou votar no Ciro. É terrível o que fazem com ele."

E ainda fez um comentário sobre o candidato do governo:"Ele passa e impressão de ser um homem extremamente rancoroso e vingativo. Deus me livre que um homem desses chegue à presidência."

Sobre a resposta de Ciro Gomes ao estudante negro na Universidade de Brasília, ele disse:"Ele chamou o negro de um preto bonito, imagine se falasse outra coisa. O negro não tem que se sentir diminuído por que o chamam de negro bonito ou negão."

Sua "apresentação" ocorreu antes da chegada de Ciro Gomes ao Comitê.

A inauguração estava marcada para às 10h, mas até às 11h45, o candidato da Frente Trabalhista ainda não havia chegado ao local. Segundo seus assessores, além de alguns detalhes técnicos a serem acertados com seu avião, Ciro ainda prosseguiu com a campanha em Araxá, Minas Gerais, e estava a caminho.

(Por Frances Jones)

UOL Cursos Online

Todos os cursos