Jerry Lewis abre maratona na TV com homenagem a bombeiros

LOS ANGELES (Reuters) - O humorista Jerry Lewis apresentou, pela 37a vez, a maratona televisiva norte-americana em benefício da Associação de Combate à Distrofia Muscular (MDA) e deu início ao show, no domingo à noite, com uma homenagem à Associação Internacional de Bombeiros (IAFF).

O humorista, 76 anos, vem lutando com diversos problemas de saúde nos últimos anos e estava inchado em consequência dos remédios à base de esteróides que toma para combater uma fibrose pulmonar.

O presidente do sindicato de bombeiros, Harold Schaitberger, apareceu ao lado de Jerry Lewis para comentar os esforços do seu grupo para levantar fundos em prol dos bombeiros mortos nos ataques de 11 de setembro.

"Uma das primeiras ligações que recebi naquele dia, não vindas dos bombeiros, foi de Jerry Lewis", contou Schaitberger, prometendo levantar mais fundos para a maratona do que o sindicato levantou no ano passado.

Após um show da cantora Patti LaBelle e de o co-apresentador Ed McMahon citar alguns dos artistas que vão participar da maratona, prevista para durar mais de 21 horas, Jerry Lewis compareceu ao palco e criticou os responsáveis pelos ataques ao WTC e ao Pentágono.

Chamando-os de "sujos e covardes do Oriente Médio", ele exortou os telespectadores a superar o total de doações conseguido com a maratona do ano passado -- 56,8 milhões de dólares.

UOL Cursos Online

Todos os cursos