Huck compara derrota do Brasil ao 11 de setembro e é criticado na web

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução/TV Globo

    Huck compara 11 de setembro à derrota da Seleção

    Huck compara 11 de setembro à derrota da Seleção

Durante conversa ao vivo com Galvão Bueno, no "Caldeirão" deste sábado (12), o apresentador Luciano Huck exagerou e comparou a derrota do Brasil para Alemanha, por 7 a 1 na Copa do Mundo, aos atentados ao World Trade Center, em Nova York, no dia 11 de setembro de 2001. Os dois conversavam sobre a derrota e a possibilidade de manchar a história vitoriosa da Seleção brasileira.

"Galvão, uma das coisas que mais me acalentaram, que mais me confortaram essa semana foi sua fala no 'Jornal Nacional' dizendo da importância do manto sagrado da Seleção brasileira, da história de Ronaldo e tantos outros, que não vai ser uma derrota deste calibre que vai borrar a história da Seleção brasileira", iniciou Huck. "Então acho que [o seu discurso] foi muito animador. Mas eu posso dizer que no 11 de setembro eu estava lá, eu presenciei ao vivo, eu vi essa catástrofe que foi o jogo dessa semana agora", exagerou o apresentador, ao comparar a ação terrorista --que resultou na morte de quase 3 mil pessoas-- com a goleada da Alemanha por 7 a 1 em cima do Brasil. "Claro, mas lá foi um problema tão mais grave, de proporções completamente diferentes", retrucou Galvão Bueno.

A declaração de Luciano Huck gerou revolta em redes sociais.

Últimas de Televisão

titulo-box Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos