Às vésperas da Copa, Faustão critica incompetência e corrupção no Brasil

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução/TV Globo

    Em tom de desabafo, Fausto Silva faz duras críticas a políticos e organizadores da Copa do Mundo

    Em tom de desabafo, Fausto Silva faz duras críticas a políticos e organizadores da Copa do Mundo

Fausto Silva aproveitou a presença do cantor Zeca Pagodinho, o sambista Martinho da Vila e do rapper Marcelo D2 e fez duras críticas a políticos e organizadores da Copa do Mundo, que será realizada entre os dias 12 de junho e 13 de julho no Brasil. O apresentador, no entanto, evitou citar nomes ao vivo.

"Zeca Pagodinho que também é solidariedade. Quando precisaram dele nas enchentes, ele ajudou. Aliás, nem consertaram lá, né?", quis saber o apresentador, sobre a recuperação das cidades da Baixada Fluminense, atingidas por enchentes em janeiro de 2013. "País da Copa do Mundo, mas que não conserta enchente, que dá serviço péssimo de saúde, escola de quinta categoria, que não oferece segurança. Esse é o país que quer fazer Copa do Mundo com 17 [12] cidades, mas que não faz nem com 5", entrou no assunto Fausto Silva, durante o "Domingão", deste domingo (1).

O apresentador prosseguiu com as críticas, mas pediu uma trégua à população brasileira em relação às manifestações. "O Brasil convidou mais de 600 mil estrangeiros para virem aqui. Nossos problemas temos de resolver entre nós. Passa a Copa do Mundo e depois o pau come de novo para a gente resolver", desabafou. "Já que vai começar dentro dessa bagunça toda, desses estádios caros, vamos tentar fazer o melhor possível, até porque a minha avó já dizia 'roupa suja se lava em casa'. Não dá para mostrar para o mundo inteiro que somos o país da corrupção e da incompetência. Muita gente já sabe", completou Fausto Silva.

Minutos depois, o apresentador voltou a tocar no assunto. "O Brasil dentro de campo é uma coisa. O Brasil fora é outro. O povo já percebeu. [Mas] o Brasil precisa ganhar a Copa da educação, da saúde, contra o preconceito", avaliou. "A nossa Copa do Mundo é em outubro, época das Eleições", decretou.

Zeca Pagodinho, Martinho da Vila e Marcelo D2, que estavam no programa, apoiaram as palavras do apresentador da Globo. "Na hora que acabar, aí, sim", disse Martinho da Vila.

Últimas de Televisão



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos