"Em Família", Virgílio diz que apoiaria romance entre Luiza e Laerte

Do UOL, em São Paulo

  • Divulgação/TV Globo

    "Em Família", Virgílio e Helena brigarão após ele dizer que apoiaria romance entre a filha e Laerte

    "Em Família", Virgílio e Helena brigarão após ele dizer que apoiaria romance entre a filha e Laerte

Laerte (Gabriel Braga Nunes) será motivo de mais uma discussão entre Virgílio (Humberto Martins) e Helena (Julia Lemmertz) nos próximos capítulos de "Em Família". Desta vez, o escultor dirá à mulher que apoiaria um romance entre o músico e Luiza (Bruna Marquezine) e a deixará furiosa. A informação é do jornal "Extra", veículo das Organizações Globo.

A briga entre os dois começa quando Helena surta ao encontrar um caderno de Luiza com desenhos de Laerte e o mostra ao marido. "Olha, Virgílio, o caderno da Luiza! Não disse pra você? Eu avisei que isto estava acontecendo! Luiza e aquele demônio. Ela age como se estivesse interessada nele. Não tá vendo? São desenhos dele, olha a flauta, a figura, não reconhece?", pergunta.

O artesão diz que os desenhos são bobagens e que já conversou com Luiza sobre Laerte. "E ela me disse, me garantiu, que não tem nenhum interesse no Laerte. Perguntei, com todas as letras. Fui franco. E ela... ela me disse claramente... o que eu te falei! Mas, eu sei que ele é um artista, tem carisma, natural que exerça um fascínio sobre as meninas", completa. A leiloeira não se convence e fala que continua preocupada com a aproximação entre e a filha e primo.

Virgílio tenta acalmar a mulher. "Luiza tá na idade de contestar, de querer afirmar a própria personalidade. Mas tem o mesmo temperamento forte que você tinha na idade dela. E é curiosa! O passado, sempre tão lembrado por você, todos os dias, mexe com o imaginário dela", reflete. Helena fica furiosa e rebate: "Não estou acreditando. É isso mesmo? Dá um jeito de torcer os fatos e virar contra mim? Agora eu sou a culpada se a Luiza se interessar por ele?".

O marido então fica impaciente, o que é notado pela leiloeira. "Não gosto de você fazendo esse papel policialesco de fuçar as coisas da nossa filha", fala ele. A mulher responde que foi sem querer, mas ele não acredita. "Nada é sem querer! A Luiza ainda vai querer sair aqui de casa, já falou nisso, não falou? Então. Ela e a Alice têm esse projeto. Querem alugar um apartamento só pra elas", esbraveja, dizendo que Luiza não aguenta mais ser tratada como criança pela mãe. "Você está acostumada a não ser contestada. Mas eu também estou cheio da mesma conversa todos os dias e todas as noites. Durmo com você no meu ouvido, falando, falando, falando! E sempre a mesma coisa! Caramba, pensa em você, viva! E deixe a nossa filha viver", acrescenta Virgílio.

Depois, o artesão diz que apoiaria um romance entre a filha e Laerte: "Se a nossa filha se apaixonar pelo Laerte, quiser casar com ele, pode preparar um lindo vestido – porque nós vamos estar presentes! Eu, pelo menos, vou! E tudo que eu vou desejar para ela – é que seja muito feliz e me dê lindos netos". Helena fica com ódio. "Cretino! Não tem o direito de me ofender com essa história! A minha história", grita.

"A nossa história! Não é você que diz que eu devo olhar no espelho todas as manhãs, ver a marca na minha cara – e sentir ódio por ele? Pois não é no espelho que eu vejo isso, não. É em você, em você é que eu vejo as marcas que ele deixou! Já devia ter superado, já devia olhar o rapaz com indiferença e se lembrar desse amor como um acontecimento da juventude que acabou em tragédia porque fomos todos – todos, eu inclusive – culpados", responde Virgílio, que sai do quarto. Furiosa, Helena quebra o espelho do recinto.

Cenas de "Em Família"
Cenas de "Em Família"

Últimas de Televisão

titulo-box Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos