"Em Família", Marina se interessa por Clara e a deixa balançada

Do UOL, em São Paulo

  • Felipe Panfili e Felipe Assumpção/AgNews

    Tainá Muller tira fotos de Giovanna Antonelli no lançamento de "Em Família", próxima novela das nove. Na trama, Giovanna é uma dona de casa que vive um romance com a fotógrafa vivida por Tainá

    Tainá Muller tira fotos de Giovanna Antonelli no lançamento de "Em Família", próxima novela das nove. Na trama, Giovanna é uma dona de casa que vive um romance com a fotógrafa vivida por Tainá

A partir do capítulo de "Em Família" da próxima quinta-feira (13), Marina (Tainá Müller) conhecerá Clara (Giovanna Antonelli) e logo se interessará pela dona de casa. A informação é do jornal "Extra", veículo das Organizações Globo.

Marina avista Clara em sua exposição e se aproxima dela, dizendo que a conhece de alguma revista ou programa de TV. Rindo, a dona de casa responde que a fotógrafa deve ter se confundido, pois só foi fotografada nas festas de família. "Tudo bem, mas quero saber o seu nome, o que você faz e onde achou tanta beleza?", insiste Marina, deixando Clara sem graça. "Meu Deus, não esperava essa entrevista. Mas eu respondo: meu nome é Clara, não faço nada de especial, sou uma dona de casa, uma mulher comum. E principalmente, grande admiradora do seu trabalho", afirma ela.

"E a beleza? Onde é que achou?", pergunta a fotógrafa, olhando nos olhos da mulher de Cadu (Reynaldo Gianecchini).  "Em lugar nenhum, nem me acho bonita. Agora, se eu disser que você sim é que é linda, vai parecer que eu estou querendo apenas devolver o elogio. Mas é sincero", retribuiu Clara, ouvindo de Marina que as duas devem concordar que ambas são belas. "E que vamos passear nossa beleza pelo salão. Vem comigo. Gostei de você. Quero que conheça alguns amigos", diz.

As duas se dão bem e conversam muito, descontraídas. Clara está feliz com os elogios que recebeu. Durante uma conversa com outras pessoas, Marina convida todos para jantar em sua casa e estende o convite à dona de casa, que recusa afirmando estar com a família. A fotógrafa e insiste e diz que ela pode levar o marido e o filho. Em sua casam, porém, Marina passa mal e os convidados vão embora.

Marina pede para Vanessa (Maria Eduarda de Carvalho), sua assistente, conseguir o telefone de Clara. No dia seguinte, após um telefonema, a dona de casa aparece para almoçar com a fotógrafa. Timidamente, ela vai ao quarto de Marina e, ao vê-la com um médico, diz que pode voltar outro dia. "Nada disso. Daqui você não sai nunca mais", diz Marina, rindo. Nesse momento, aparece Ivan, filho de Clara, e ela explica que vai leva-lo ao judô depois.

As duas continuam conversando e Marina pede a ajuda de Clara para ir ao banheiro, onde entra nua na banheira. A fotógrafa então faz um pedido especial para a dona de casa. "Posa para mim. Quero fazer umas fotos suas. Dessas que revelam até a alma!"

Clara fica balançada

Dias antes de ser fotografada por Marina, Clara descobre no salão de beleza que a fotógrafa é lésbica e conversa sobre o assunto com o marido. "Ficou preocupada com a Marina? Acha que ela pode estar dando em cima de você?", pergunta Cadu. A mulher diz que não, mas segue intrigada.

As duas ficam cada vez mais próximas e Clara compartilha suas impressões com a irmã, Helena (Julia Lemmertz). "Não tenho vocação pra isso, ainda que aceite nas outras mulheres. Mas estou surpresa, sem saber direito o que pensar", diz ela, dizendo que Marina é sedutora: "Bem, ela não escancara. Faz a corte, entende? Assim como os homens. É insinuante, cativante. Sedutora".

Helena pergunta se isso mexeu com a irmã e ela admite que sim. "Mexe, mexe sim, não vou negar. Porque no fundo envaidece, bota a gente pra cima, valoriza. Você ficaria mexida com isso?", indaga a dona de casa. "Nunca pensei nisso objetivamente, mas não tenho preconceito. Acho que posso sim me apaixonar por outra mulher. Acho que qualquer uma pode", acredita a irmã mais velha.

Enquanto isso, Marina diz a Vanessa que está se apaixonando por Clara: "Procuro o amor eterno. E não tá fácil encontrar. E depois, tudo tem um tempo, você sabe. Tempo de começar e tempo de acabar. Estou começando com a Clarinha. A melhor fase é essa: do namoro, da conquista – um pouquinho hoje, um pouquinho amanhã. Da atração. Nem sei se vai dar certo, se vou conseguir, mas ponho meu coração, minha alma inteira quando me interesso por alguém".

Cenas de "Em Família"
Cenas de "Em Família"

Notícias relacionadas



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos