"Bem Estar" faz um surpreendente teste com o telefone celular

Flávio Ricco

Flávio Ricco

Colunista do UOL
  • Zé Paulo Cardeal/Globo

    Mariana Ferrão e Fernando Rocha, apresentadores do "Bem Estar" (fev/2011)

    Mariana Ferrão e Fernando Rocha, apresentadores do "Bem Estar" (fev/2011)

Amanhã, segunda, dia 17, o “Bem Estar”, da Globo, vai discutir o tema concentração e mostrar, através de testes, se as pessoas se desconectam ou não quando estão ao celular.

A repórter Daiana Garbin foi para a praça da República, no centro de São Paulo, com um óculos que rastreia os olhos, e revela para onde vai o olhar – fez isso com três câmeras embutidas que captam perfeitamente a movimentação da íris.
 
O perigo do celular – 2
 
O procedimento foi repetido algumas vezes. Para testar a concentração, a produção levou um palhaço, um malabarista e uma modelo carregando placas para chamar a atenção daqueles que falavam ao celular e usavam os óculos. O desejo do programa é o de mostrar se o telefone móvel tira ou não tira o seu usuário do ar.

Os resultados, segundo a emissora, “são surpreendentes”.

*Colaboração de José Carlos Nery

Flávio Ricco

Jornalista, passou por algumas das mais importantes empresas de comunicação do país, como Tupi, Globo, Record e SBT. Dirigiu o "Programa Ferreira Netto" e integrou a equipe do "SBT Repórter". Escreve sobre televisão desde 2003. Email: colunaflavioricco@uol.com.br.

UOL Cursos Online

Todos os cursos