Big Brother Brasil 10

25/02/2010 - 12h29

Fama de homofóbico de Dourado, do "BBB 10", repercute fora do Brasil

Do UOL, no Rio
  • Reprodução

    Marcelo Dourado é um dos participantes do "Big Brother Brasil 10"

A fama de homofóbico de Marcelo Dourado, do "Big Brother Brasil 10", está repercutindo em todo o mundo. Depois de um site americano pedir ajuda para eliminar o lutador do reality show brasileiro, agora é a vez do cantor inglês Boy George entrar para campanha contra o brother. "Homofóbico lidera o Big Brother Brasil. Brasileiros, votem para que esse homem que odeia gays saia da casa", escreveu ele, homossexual assumido, no Twitter.

Em seguida, ele publicou uma mensagem que faz referência à Angélica, última eliminada do programa. "Deus abençoe todas as lésbicas", postou.

As manifestações não pararam por aí. A frase "Homofóbico lidera o 'Big Brother Brasil'"  era a manchete do site da revista americana "Advocate", considerada uma das mais importantes publicações para a comunidade gay. A reportagem trazia um link para eliminá-lo na votação da última terça-feira (23/2).

O "Made In Brazil", outro blog internacional, escreveu: "Na edição mais gay do 'Big Brother Brasil' até agora, o atual favorito é um homofóbico".

Jean Wyllys, que venceu a quinta edição do "Big Brother Brasil", não aprova as atitudes de Dourado e deixou isso bem claro em seu Twitter quando escreveu: "Torcer por um cara que, além de usar suástica e ser homofóbico, diz que bate em mulher, é o cúmulo".

Por causa de suas postagens, Jean chegou a ser ameaçado. "A paixão que ele desperta cega algumas pessoas. Cheguei a perguntar ao Pedro Bial: o que virou o 'BBB? Mas não quero mais falar nisso porque me dá preguiça", desconversa.  

Compartilhe:

    Últimas Notícias

    Hospedagem: UOL Host