Big Brother Brasil 10
Marcelo Dourado

Marcelo Dourado

  • Idade:37 anos
  • Profissão:Lutador de vale-tudo
  • Cidade:Porto Alegre - RS
Notícias Perfil

09/03/2010 - 19h54

Dourado diz que sonha estar fora da casa, e que quer ir até o fim

da Redação
  • Reprodução

    Os "aliados" Lia e Dourado conversam na beira da piscina (9/3/10)

Marcelo Dourado se junta às “sisters” Anamara, Lia e Fernanda, que conversavam na beira da piscina. Maroca diz que “o jogo vai mudar daqui a pouco”, e o lutador concorda. “Vai virar, nessa semana mesmo”. Lia e Maroca acham que podem estar no paredão da próxima semana.

A baiana e Fernanda saem e Dourado fica conversando com sua “aliada” Lia. Ele conta que sempre sonha que está fora do programa. “Quando eu acordo e vejo que ainda estou aqui é uma sensação muito boa, muito gostoso”, afirma. Ele diz que sente que pode ir até o final. “Por tudo que a gente passou aqui, eu acredito. É legal ter um sonho, algo em que acreditar. Há tanto tempo não acreditava em nada”.

A dançarina concorda. “Ainda mais agora que chegamos até aqui, passamos por tanta coisa...”, diz. “A gente entendeu o jogo e soube se portar”, afirma Dourado. “Como as amizades foram crescendo, os relacionamentos...”, completa Lia.

“Eu e tu sempre estivemos na mira, e sobrevivemos. Fomos imunizados várias vezes, já fomos pro paredão várias vezes e voltamos. E desta vez, tu ia me dar o anjo e tu que foi imunizada. Muito doido, né?”, lembra Dourado.

“Nossa, hoje é terça-feira, há quanto tempo eu não ficava tranquila numa terça, sem pensar 'será que hoje eu vou'”, constata Lia. “Legal tu e o Cadu terem dito que me dariam o anjo. Porque depois que a Jose saiu eu me sentia sozinho aqui, achava que era todo mundo contra mim”, diz o gaúcho.

“Eu não consigo viver sem o carinho. E quanto mais pessoas que você gosta ficam, mas difícil é. Eu tenho uma ligação com você e o Cadu, tanto afetiva quanto do jogo. Com o Serginho tenho uma relação afetiva quase se irmão mais velha. E gosto muito da Maroca, da Fê. Até do Michel, que volta em mim. Eu gosto dele”, afirma a paulista. “O Cadu pra mim é excepcional, um irmão mais velho pra mim. E ele é mais novo que eu”, completa.

Ela diz ainda que não sabia se daria o colar do anjo para Cadu ou para Dourado no último domingo. “Eu tive que pensar rápido. E acho que fiz o certo”, afirma. “Você fez a coisa certa, e ainda ganhou um prêmio por isso. Foi muito legal”, diz Dourado.  

Compartilhe:

    Últimas Notícias

    Hospedagem: UOL Host